Ore Pela Africa

Povo Rangi-Tanzânia

População: 463.000

Localização e Contexto: Os Rangi vivem no distrito de Kondoa na Tanzânia, entre Dodoma e Arusha.

História: A tradição diz que os Rangi viajaram para o sul através da Etiópia e do Quênia. Como adivinhadores de água, eles encontrariam uma fonte de água, cavariam um buraco, colocariam uma cabaça nela e iriam embora. Na próxima estação seca eles voltariam para lá e se estivesse cheio de água, iriam se estabelecer ali. Um dia, alguns jovens foram caçar e foram deixados para trás pelos outros, então eles ficaram lá e se tornaram a tribo Mbugwe. Os outros continuaram para o sul e se estabeleceram como os Rangi em um lugar onde a “água não sai”, ou Haubi. Este é considerado o seu lugar de origem. Os Rangi em Kondoa convertaram-se ao islamismo no início do século 19, mas aqueles no vale Haubi resistiram. Em 1937, eles decidiram se tornar católicos e construíram uma catedral, 7% dos Rangi ainda se consideram católicos.

Cultura : Como sociedade matriarcal, os Rangi vivem em vilarejos e sua identidade própria está ligada a suas comunidades. Eles são agricultores, cultivando plantios para a venda, como o milho, sementes de girassol, milho e outros vegetais. Sua renda como fornecedores no mercado, no entanto, não é certa por conta de sua dependência da chuva. Sua riqueza está ligada a seus grãos e seu gado. Os Rangi também são conhecidos pelas panelas de barro que fazem.

Religião: Crenças religiosas tradicionais foram incorporadas tanto na prática do islamismo como do catolicismo dos Rangi. Eles acreditam que o mundo sobrenatural afeta todas as atividades. Sacrifícios, feitiçaria e bruxaria são comuns. Nas montanhas Haubi há uma floresta sagrada onde cerimônias tradicionais de iniciação ocorrem. Os Rangi temem muito o lugar, evitam-no e protegem-no. Eles muitas vezes têm perdido a confiança de outros por causa de sua reputação com suas atividades com espíritos malignos e feitiçaria, ainda que hoje em dia mais pessoas de outros grupos vivem em Kondoa e a evidência da modernização é vista em TVs, telefones, hospitais etc. Desde 2000, o número de crentes evangélicos está crescendo. Certa vez uma igreja foi incendiada, mas foi reconstruída, juntamente com uma clínica médica e dormitórios escolares. Batismos estão acontecendo e mais trabalhadores são necessários. Um projeto de tradução está progredindo bem.

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *